2003 - 2007 Desenvolvimento de Tecnologias de Aquisição e Tratamento da Informação para Uso como Ferramenta de Aperfeiçoamento da Gerencia e Apoio à Decisão em Sistemas de Supervisão de Sistemas Elétricos de Potência que operam na Amazônia.

2003 - 2007 Desenvolvimento de Tecnologias de Aquisição e Tratamento da Informação para Uso como Ferramenta de Aperfeiçoamento da Gerencia e Apoio à Decisão em Sistemas de Supervisão de Sistemas Elétricos de Potência que operam na Amazônia.

 

Descrição: Plano de Trabalho: Análise do comportamento de redes WDM com planos de controle baseados no GMPLS As empresas concessionárias do serviço de energia elétrica têm grande necessidade de comunicar à distância os dados de supervisão e controle de seu sistema de eletricidade. O ambiente das subestações e das linhas de transmissão (LT) é bastante hostil aos sistemas de comunicação via cabos coaxiais e rádio-transmissão. O uso de fibras ópticas, isentas das influências eletromagnéticas, facilitou a solução dos problemas de comunicação dessas empresas e abriu uma grande perspectiva de negócios pela simples extensão das funções de um produto componente de sua rede: o cabo pára-raios- OPGW. Recentemente o plano de controle do MPLS vem sendo estendido, através do GMPLS ("Generalized MPLS"), para atender não só redes de pacotes (TCP/IP, ATM), mas também redes TDM (SONET/SDH) e redes WDM. Em outras palavras, o GMPLS estende a arquitetura MPLS para incluir também LSRs onde a decisão de encaminhamento é baseada em fatias de tempo, lambdas, ou portas físicas. Desta forma, passa a ser possível em redes SONET/SDH e WDM o estabelecimento automático de caminhos fim a fim baseados em mecanismos de controle mais flexíveis e alinhados com a engenharia de tráfego, o que permite diminuir os custos de entrega do serviços existentes. Contudo, tais extensões ainda possuem uma série de questões em discussão e pouquíssimos ambientes laboratoriais ou de simulação que permitam testar essas novas funcionalidades. A utilização de ambientes com funcionalidades que permitam simular o comportamento de redes ópticas com plano de controle baseado no GMPLS é uma valiosa ferramenta para profissionais e pesquisadores da área, pois permitirá analisar o comportamento desse tipo de rede face às modificações investigadas, assim como servirá para desenvolver e avaliar protocolos de redes de um modo geral.

Situação: Concluído

Natureza: Pesquisa.

Alunos envolvidos: Graduação ( 1) / Especialização ( 0) / Mestrado acadêmico ( 1) / Mestrado profissionalizante ( 0) / Doutorado ( 0).

Integrantes: Rafael Esteves / Fábio Nagahama / Antonio Jorge Gomes Abelém.

Coordenador: João Crisóstomos

Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.